segunda-feira, 1 de julho de 2013

(40° competição) Golden Four Asics - etapa Porto Alegre

Distância: 21km
Tempo: 1H40'40'' (meu novo recorde na distância)
Local: Porto Alegre/RS
Colocação Geral: 326°
Colocação na Categoria: 40°
Total de Corredores: Cerca de 1500

Enfim corri a prova que eu mais desejava correr esse ano, ontem participei da Golden Four Asics que aconteceu pela primeira vez na capital gaúcha. Agora vou escrever com detalhes tudo que rolou na prova e no dia que antecedeu a ela.
Saí sábado de Pelotas, pegamos o ônibus rumo a Porto Alegre por volta das 8:30 da manhã, minha primeira viagem com o pessoal da Transpyre e a impressão que eu tive é que é um baita grupo, todos se ajudam assim como sempre foi na Ascorp. Aqui de Pelotas, foram apenas 4 corredores com a excursão rio-grandina. Eu, o Rafael, o Érico e o Kleitom.
Eu pretendia correr a prova com o pace de 4'40'/km, mas dentro do ônibus o meu treinador veio conversar comigo e disse que eu tinha plenas condições pra completar a prova com o pace de 4'35''/km. Na hora eu achei que fosse impossível, porque ia ser um ritmo forte (pro meu nível atual), mas também confiei no que ele disse, porque ele entende mais do que eu.
Chegamos em Porto Alegre por volta das 14:30 e as 15:00 já estávamos na Sogipa pra realizar a retirada dos kits. Eu nunca tinha ido na Sogipa e aproveitei a oportunidade pra conhecer o local que é um dos celeiros de atleta de elite aqui do Rio Grande do Sul.
Chegando dentro da expo Golden Four Asics, eu vi que o nível da prova era diferente de todas as provas que eu já participei até hoje. A retirada do kit foi muito rápida e o kit é lindo, com certeza foi o melhor que eu já recebi até hoje.
Lá na expo eu tive a oportunidade de participar do teste de velocidade do Fabiano Peçanha, o teste era realizado na parte exterior da expo e era realizado numa pista de 30 metros. O objetivo era alcançar a maior velocidade num curto espaço, o teste era coltado pra corredores de velocidade e com bastante explosão muscular. Centenas de pessoas participaram e eu fiquei em sétimo, como a velocidade de 28.66km/h.

Resultados dos testes.

Depois de participar dessa brincadeira, voltei para a área interna da expo e encontrei dois dos maiores atletas fundistas do país. O Adriano Bastos, octacampeão da maratona da Disney e o campeão da maratona do Pan-Americano Solonei da Silva. Dois ídolos pra mim, além de serem excelentes corredores, a humildade deles também se destaca. Eu pedi pra tirar uma foto com esses dois monstros e eles tiraram numa boa. Esses dias eu ouvi numa entrevista o seguinte: "Quando que alguém vai jogar futebol com o Neymar? Tênis com o Rafael Nadal? Volei com o Giba?" Nunca! E eu já posso dizer que corri com o Adriano Bastos e com o Solonei da Silva.

Adriano Bastos.
Solonei da Silva.
Antes de irmos para o hotel, eu e o Rafael fomos conhecer a pista da Sogipa e realmente é uma baaaaaaita qualidade, a pergunta que fica: Com o alto número de atletas em Pelotas, porque não temos uma pista com a metade da qualidade da que vi lá sábado? As vezes acho que o esporte é a última opção aqui, nem corridas a prefeitura apoia. Temos cerca de 3 provas por ano, enquanto em Rio Grande (cidade vizinha) tem no mínimo 10 provas por ano.

Sogipa.
Encontramos o pessoal da equipe as 16:00 e partimos em direção ao hotel. A distância Sogipa/hotel era de apenas 7km, mas demoramos cerca de 1 hora. O motorista estava meio perdido e passamos umas 268 vezes pela rodoviária, mas faz parte hahaha.
Chegamos no hotel e eu só queria descansar, eu e o Rafael subimos para o quarto e a primeira coisa que fizemos foi arrumar as coisas pra prova. Colocar número de peito na camiseta e o chip no tênis. 
A maioria do pessoal saiu pra jantar fora ou pra dar uma volta no shopping, eu e o Rafael fomos no supermercado e compramos algumas coisas pra comer no quarto e descansar o máximo de tempo possível.
Eram 20:00 e já estávamos tentando dormir, eu fiquei vendo o jogo do Flamengo x São Paulo e peguei no sono por volta das 20:30. Teríamos que acordar as 05:00 da manhã do dia seguinte, então o ideal seria dormir cedo pra acordar bem no dia seguinte.
Acordei no meio da noite todo empolgado achando que já estava perto das 05:00, pra minha tristeza recém era 23:45 e tive que voltar a dormir.
Acordamos as 04:30 e a adrenalina já estava correndo forte no corpo. Fizemos tudo que tínhamos pra fazer e 05:45 já estávamos esperando o pessoal da equipe pra partir em direção ao Jockey Clube, local onde seria dada a largada da prova.
Mais uma vez nos perdemos no caminho, mas dessa vez em virtude das obras visando a Copa do Mundo no ano que vem. Descemos cerca de 1km longe do Jockey Clube, mas já aproveitei pra dar uma corrida pra aquecer. Ainda era noite e a cerração se fazia presente naquele momento, a temperatura estava na casa dos 9°C e eu preparado pra correr, de camiseta. Eu achei que não estava tão frio e resolvi não usar a minha camisa térmica, confesso que me arrependi.
Chegando no Jockey Clube, eu encontrei mais dois amigos aqui da região sul que também iriam participar da prova, o meu grande amigo Dejair Nobre e o rio-grandino Angelo Benitez. Tiramos fotos pra registrar o momento.

Érico, Rafael, Dejair e eu.
Angelo Benitez.
Analisando essas fotos vocês podem ter um pouco de noção em relação ao clima na hora da prova, a cerração caía forte e a a largada da prova foi alterada. A largada aconteceu 20 minutos depois do horário previsto, mesmo assim a cerração tomava conta da capital gaúcha.
Eu estava muito concentrado na prova, eu pretendia correr entre 4'30'' e 4'40'' de pace durante toda a prova. Eu sabia que eu teria que lutar contra mim mesmo pra conseguir alcançar meu objetivo, tentei fazer tudo certinho até onde aguentei.

Adicionar legenda
Eu saí com o ritmo certo, não forcei mais que devia e passei os 10 primeiros kilometros com 45'31'' (pace de 4'33'). Eu estava fazendo uma prova perfeita. Eu estava correndo muito bem, sem sentir nada e com aquela sensação: "vou controlar esse rítmo e ainda vou conseguir aumentar no final da prova". Me enganei, e feio.
Após completar o 16km eu coloquei minha prova fora. Havia uma subida na prova e eu sempre perco pra elas, pode ser uma prova de 1km, mas se eu passar por uma subida eu sempre vou quebrar, isso já é fato.

Meu pace ainda era 4'33', mas quando peguei a subida, ele começou a cair rapidamente e eu já comecei a me preocupar, eu sabia que se eu fechasse a prova com o pace de 4'40'' eu iria completar dentro do meu objetivo inicial que era de 1H38', mas eu não sei o que aconteceu comigo, porque eu não consegui manter o ritmo de 5'/km nos últimos 4km de prova. Achei vergonhoso o que aconteceu comigo, cheguei a caminhar e coloquei minha prova no lixo.
Eu não sei o que pode ter acontecido, se foi o lado psicologico que me abalou, se foi meu peso, se foi falta de treinos, se foi falta de experiencia ou se foi falta de competência.
Também sei que eu tive plenas condições de fazer uma excelente prova, surpreendendo até a mim mesmo, mas infelizmente na parte final da prova parecia que eu estava correndo com uma mochila de 120kg nas costas.
Nos últimos 2km eu e o José Américo nos encontramos e resolvemos ir junto até a linha de chegada, os dois haviam quebrado feio na prova e um incentivou ao outro até o final, conseguimos fechar a prova em 1H40'40''.




Fiquei muito decepcionado com o meu resultado final. Eu treinei bastante pra essa prova, eu queria fazer 1H38' e eu apostava muito em mim, porque eu sabia que eu tinha bastante chance de conseguir cumprir o meu objetivo. Eu nunca havia ficado do jeito que fiquei ontem, decepcionado demais mesmo. Até me passou pela cabeça a vontade de parar de correr, porque eu acabei ficando triste, ao invés de feliz no término da prova. 
Fiquei sentado por cerca de 10 minutos pensando em tudo que eu havia feito durante a prova e encontrando um erro e até agora não encontrei. A subida vai sempre me castigar, infelizmente.
Logo após isso o Rafael veio conversar comigo e eu me senti melhor, o Cristian também citou vários exemplos e conseguiu levantar a minha moral, após o meu "fracasso pessoal".
Tenho que ver o lado bom de tudo isso, em apenas 2 meses eu consegui diminuir mais de 18' do meu melhor tempo nos 21km. Pra mim isso foi algo impressionante, sei que podia ser melhor, mas o tempo não volta. Agora é levantar a cabeça e manter o treinamento forte até a meia maratona de Punta del Leste no final do ano.
Meu pace a cada km na prova:
1°km: 4'35''
2°km: 4'28''
3°km: 4'34''
4°km: 4'37''
5°km: 4'35''
6°km: 4'28''
7°km: 4'28''
8°km: 4'28''
9°km: 4'34''
10°km: 4'35''
11°km: 4'33''
12°km: 4'36''
13°km: 4'37''
14°km: 4'35''
15°km: 4'39''
16°km: 4'43''
17°km: 4'54''
18°km: 5'27''
19°km: 5'25''
20°km: 5'40''
21°km: 4'56''
Encontrei vários amigos após o término da prova, todos felizes pelos tempos na prova. O Eder e o Rafael conseguiram trazer pra Pelotas a medalha de TOP 100, uma linda medalha banhada a ouro, na qual só os 100 primeiros colocados receberam, parabéns aos dois. Treinaram duro pra essa prova e ontem mostraram que estão no auge da forma física. Mas também tenho que dizer pra eles se cuidarem porque ano que vem vou brigar por essa dourada também hein haha.

Eder, Cláudio, eu, José Américo e o Rafael. Grandes amigos.
Pelotas e Rio Grande muito bem representados em Porto Alegre.
Aprendi muita coisa com essa prova, aprendi a não ter grandes expectativas porque ontem meu tombo foi grande, tenho que correr pensando alto sempre, mas sem criar expectativas porque a pior coisa que pode acontecer é a decepção pós-prova.
Meu agradecimento em especial vai ao Cristian Duarte, o cara me mostro que eu posso correr muito melhor que eu corro atualmente, em apenas dois meses de treinos eu já melhorei demais a minha performance em diversas distâncias, criei coragem pra enfrentar treinos longos e estou batendo recordes pessoais em todas as provas que eu disputo, devo muito a ele esse momento que estou vivendo, valeu Cristian.
Outra pessoa que merece um agradecimento é o Rafael Nunes, o cara sempre esteve do meu lado, soube falar comigo na hora certa ontem após a prova. Parabéns pelo excelente resultado ontem meu velho, tu tá correndo demais. Continua assim que tu vai longe e tu sabe disso.


Rafael e eu após a prova.
Hoje eu estou feliz pelo meu resultado de ontem, percebo evolução em mim e isso que é importante. Tenho que dar um passo de cada vez, só assim para eu conseguir melhorar sem me decepcionar.
Também agradeço ao pessoal da Transpyre por me acolher tão bem no grupo, me senti "em casa" mesmo, pode ter certeza que estarei em Punta Del Leste com vocês. Parabéns pelos resultados pessoais.
Parabéns para gurizada da Ascorp que fez bonito lá ontem, trazendo ótimos resultados pra cidade. Me orgulho dessa equipe que cada vez tem mais atletas de ponta no nível estadual e isso é apenas o começo.
Na quinta-feira é a estreia da coluna Vem Comigo aqui no blog, fiquem atentos na postagem do Rafael Nunes sobre a prova. Até mais e bons treinos.

11 comentários:

  1. Parabéns em mais uma vitória. Tens potencial, força de vontade e determinação pra conseguires crescer cada vez mais. Torço por ti.

    ResponderExcluir
  2. Cara, tu tem que olhar a sua evolução em dois meses: EXCELENTE!!! E é isso, aprender sempre, sempre. Sempre busco aprender alguma coisa em cada prova, embora que ainda poucas. E tu, foi muito bem na prova, não existiu erro.

    Parabéns!!!
    abraço

    Geisa
    www.correreuemeutenis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Meu velho uma vez eu te disse e vou te repetir, fico hiper feliz com tuas conquistas e te ver triste me faz ficar triste também...Por isso logo que chegaste ontem não fui falar contigo, sabia que não era a hora pois estavas muito chateado...mas já te falei como monto minha estratégia para que não haja frustrações depois. Fizesse uma baita prova cara, eu duvido dos 1500 corredores alguém que bateu seu record em mais de 18 minutos como você fez...
    Comigo aonde tu estiver pode sempre contar tu sabe disso, vou esta sempre contigo meu irmão nas boas e atolado na m....
    SIGO TE FALANDO O QUE SEMPRE TE FALO, "PARA MIM TU É O MELHOR"

    ResponderExcluir
  4. 18 Minutos é muita coisa, não sei até que ponto esse tipo de se cobrar é sadio, tu fez uma grande prova e baixou um monte de tempo, deveria estar feliz, correr é chegar no fim feliz da vida, se caso não atingiu tua meta, na próxima tu atinge. Parabéns...

    ResponderExcluir
  5. Pra mim tu é o cara .....adoro ver tua dedicação e tua evolução ,quem disse q chegar é facil q nada meu ,nós sabemos qto custa, e por favor nada de desistir hein,segue assim tens um grande potencial ,sei q tu vai longe ...e pra isso tem q ter muita garra e determinação,parabéns sempre ..mesmo q tu tivesse chegado em ultimo o q importa é chegar..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sou eu Bianca saiu no nome do email rsrsrsrsr

      Excluir
  6. Olá Rafael, parabéns pela prova!
    Com relação ao teu problema com subidas, será que um bom fortalecimento muscular, com musculação, treinos na areia e bike não ajudarão?
    Abraço e bons treinos :)

    ResponderExcluir
  7. Cara...fizeste uma grande prova com 18 minutos de bagagem. Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Ótimo post Rafael, tu escreves bem cara, parabéns pelos ricos detalhes da prova. Vou colocar teu texto no blog da Transpyre OK.

    Cara não sou de ficar babando nos textos, gosto de falar na frente e tive oportunidade de dizer onde pode ter sido o erro e onde tu acertou muito, foram 18 minutos, é uma vida cara, muita coisa mesmo. Ja tenho na cabeça uns treinos para adaptar o teu psicológico no final de prova hehe.

    Acerta na dieta que ano que vem tu briga pelo top 100, eu to falando porque assim como eu fiz com o Rafael, tenho certeza que posso fazer com você, só tens que cuidar desse lado que não me compete mesmo, pois uma coisa eu sei que tu faz bem que é treinar.

    Parabéns de coração, tu é novo e muitas alegrias na corrida virão, também fiquei chateado comigo, fiquei em 120 no masculino amador cara, por 20 pessoas eu perdi uma medalha dourada, mas a cabeça ja ta levantada e focada pra recomeçar e pensar na próxima prova.

    Tu vai dar muitas alegrias pra todos amigos e pra Transpyre, vlw amigo. Abração

    ResponderExcluir
  9. Legal Rafael, parabéns pela conquista do recorde pessoal. Foi um prazer conhece-lo e obrigado pela super torcida.
    Adriano Bastos

    ResponderExcluir
  10. Grande Raphael.
    Muito bom seu relato sobre a prova.
    E parabéns pela conquista.
    Abraço
    Rafael Marrone
    marroneocorredor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir